Como gerenciar o box: 6 métricas para o sucesso do negócio

O sucesso de um box de treino funcional exige muito mais do que a qualidade no serviço prestado. Com o crescimento do número de adeptos, de academias que oferecem a modalidade e, consequentemente da concorrência, saber como gerenciar o box de treinos irá te exigir atenção em alguns pontos.
Não sabe pode onde começar? Fique tranquilo! No post de hoje vamos apresentar 6 métricas de gestão que podem ser aplicadas em um box de treino funcional.


Essas dicas vão te auxiliar a verificar o sucesso do seu negócio e na administração. Acompanhe!

1. Número de inscrição de novos alunos

Para verificar o sucesso de um box a primeira meta que deve-se ter em mente é o número de inscrição de novos alunos. Esse número mostra o retorno do investimento da empresa em marketing e como tem sido feito o gerenciamento.

A estabilidade do box depende de uma gestão que sabe desenvolver um planejamento de vendas com o número de pessoas que se pretende atingir e quais as estratégias para alcançar o objetivo.

2. Fidelização

Tão importante quanto saber o número de novos alunos no box é saber quantos se mantêm como clientes por longos períodos, ou seja, se fidelizaram ao treinamento funcional.

Ter um controle do número de clientes que se mantêm no box por mais tempo é importante para verificar se as estratégias adotadas para fidelização estão funcionando e controlar a qualidade dos serviços prestados.

É importante que o aluno veja a prática do treino funcional como um estilo de vida. Para isso, o ideal é oferecer um ambiente amigável, ter coaches que são como amigos dos alunos para estimular o relacionamento fora do box, inclusive em redes sociais, e oferecer vantagens a longo prazo.

3. Taxa de abandono

Analisar as métricas relacionadas à taxa de abandono nos boxes é fundamental para compreender o funcionamento das medidas tomadas para a fidelização dos clientes. Se você perceber que tem tido um número expressivo de alunos que abandonam o box, é preciso investigar as causas.

Esse é um número que ninguém quer lidar, mas como é praticamente impossível não ter abandono, procure entender suas causas e o que pode ser feito para que essa situação ocorra minimamente.

4. Engajamento

Essa métrica diz respeito ao engajamento dos alunos com o box. Observe nas redes sociais o quanto seus alunos interagem com as publicações e se há avaliações positivas e compartilhamentos.

O engajamento dos alunos demonstra que eles acreditam e confiam na filosofia pregada pelo seu empreendimento e que indicariam outras pessoas.

5. Despesas

As despesas são os gastos necessários para que o box funcione. Ter um controle rigoroso desse valor ajuda no planejamento financeiro do negócio e evita possíveis prejuízos.

Para fazer esse controle, coloque na ponta do lápis os custos com as aulas, incluindo estrutura, professores e gastos com energia, água e segurança, por exemplo. Assim, você saberá qual o faturamento necessário para suprir tais necessidades.

6. Faturamento

O lucro é parte fundamental do sucesso de um negócio e, para isso, é preciso gastar menos do que fatura. Para se ter controle do faturamento, analise o faturamento bruto (aquele cujas despesas não foram contabilizadas) e o faturamento líquido (o lucro em si).

Por mais que alguns negócios demorem a ter resultados positivos, é preciso ter controle sobre esses valores para estipular metas e estratégias financeiras para atingir a estabilidade.

Checklist prático: o que é importante para montar um box?

Fazer o controle de métricas é relativamente simples. Em caso de dúvidas sobre como gerenciar o box, procure uma assessoria especializada e tenha informações sobre todas essas métricas!

Se você gostou deste conteúdo e quer saber mais sobre como abrir um box, siga nossa página nas redes sociais — Facebook e Instagram — e não perca nossas atualizações!

Dicionário de Treinos Gratuito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *