Treino funcional: 6 ideias para variar aulas e atrair mais clientes

Com o aumento de adeptos do treino funcional e, consequentemente, o crescimento do número de boxes destinados a essa modalidade, é preciso criar estratégias para atrair mais clientes para academia. Por ser uma modalidade de atividade física que traz diversos elementos — como o levantamento de peso olímpico (LPO) — e que alia condicionamento físico e definição muscular, não é tão difícil inovar.

Uma das soluções é diversificar as aulas e adequá-las às necessidades de diferentes grupos de alunos. Quer saber mais sobre os tipos de treinos funcionais que você pode adotar em seu box? Então, leia este artigo e confira 6 ideias!

1. Treinamento funcional híbrido

O treinamento funcional híbrido é uma modalidade que atua com o objetivo de desenvolver três capacidades básicas do corpo humano: regeneração muscular, mobilidade das articulações e exercícios integrados. Assim, visa aprimorar o movimento e não somente os músculos, proporcionando um resultado melhor além do equilíbrio.

Um das grandes vantagens do treino funcional híbrido é que ele desenvolve a potência, flexibilidade, força e resistência, tanto muscular quanto cardiorrespiratória. Essa modalidade atua de forma progressiva e tem como princípio entender cada função do corpo, ensinando padrões mais eficientes.

Com movimentos integrados às atividades do dia a dia — como puxar, agachar ou empurrar —, esse tipo de treinamento pode ser indicado a qualquer pessoa, desde que respeite suas necessidades individuais e limitações.

2. Treinamento funcional para gestantes

Engana-se quem pensa que o treino funcional, por ser mais intenso, não deva ser indicado para as gestantes que já o praticavam antes da gravidez. Pelo contrário! Essa modalidade de exercício físico traz diversos benefícios para as mulheres grávidas.

Além das vantagens que são comuns a todas as pessoas, o treino funcional para as gestantes melhora a postura, prepara o corpo para o peso extra da gravidez e estimula a circulação.

Por se tratar de uma atividade de alto impacto, é preciso que o treino sofra algumas alterações para que as futuras mamães possam praticá-lo. O ideal é que exista um coach preparado para lidar com esse público e que esteja disposto a ajudar as mulheres no momento de monitorar as alterações da gravidez.

É muito importante estar atento aos dados de temperatura corporal, pressão arterial e às mudanças posturais da gestante. Também é preciso alertar a mulher sobre a necessidade de buscar acompanhamento médico constante.

3. Treinamento funcional para crianças e adolescentes

Com uma realidade bem diferente daquela em que brincadeiras na rua eram a principal diversão, as crianças estão cada vez mais sedentárias. Isso traz diversos riscos à saúde e, consequentemente, outro bom motivo para atrair mais clientes para academia.

Nesse caso, é interessante ter um treinamento funcional que trabalhe as características do público infantil e adolescente. O ideal é não focar no ganho muscular e sim no desenvolvimento das habilidades motoras básicas — correr, agarrar, saltar, chutar. Estas são fundamentais no cotidiano e tornam a prática do exercício mais atraente e divertida.

4. Treinamento funcional para idosos

Cada vez maior e mais ativa, a população idosa brasileira também busca a melhora da qualidade de vida por meio da prática de atividades físicas. O treinamento funcional é bom para esse público porque atua retardando a perda de habilidades simples do cotidiano, além de melhorar a qualidade óssea e neuromuscular.

Quando voltado para idosos, esse treinamento deve ser planejado de modo que estimule os movimentos naturais, assim como o treino funcional em geral.

Entretanto, a atividade pode ser trabalhada a partir de objetos presentes na realidade dessas pessoas, a exemplo de cadeiras, roupas no chão ou até mesmo livros que mudam de lugar. Vale lembrar que o benefício é tanto físico quanto lúdico, uma vez que esses idosos vão realizar atividades em grupo.

5. Treino funcional fight

Criado pelo ex-lutador de MMA, Eduardo Munra, o treino funcional fight é ideal para quem ama modalidades de lutas, mas que gostaria de evitar o confronto direto com outra pessoa.

Nesse tipo de treino, as pessoas simulam golpes de diversas lutas, fazem abdominais e executam uma combinação de exercícios que estimulam a perda de calorias — até 900 calorias em uma aula de 50 minutos — e melhoram o condicionamento físico dos participantes.

Além de todos os benefícios do treino funcional convencional, o funcional aliado ao fight proporciona bem-estar ao estimular uma aprendizagem cognitiva por meio de dinâmicas mais interativas, isso quando comparado às lutas de artes marciais em geral.

Esse tipo de treino pode ser indicado para qualquer pessoa; no entanto, indivíduos hipertensos, com alguma cardiopatia e/ou com lesões nas articulações do joelho devem receber atenção especial durante a prática.

6. Treino funcional em ambientes externos

O treino funcional em boxes e em academias, por mais interativo e inovador que seja pode, em algum momento, entediar os participantes. Uma alternativa para evitar esse problema é criar aulas dinâmicas em ambientes externos, como praias, parques e áreas de recreação.

O mais interessante em oferecer aulas em ambientes externos é a possibilidade de realizar diversos exercícios que são comuns dentro dos boxes, com o diferencial de colocar o aluno em contato com a natureza e fazer com que saia totalmente da rotina.

Outra grande vantagem está ligada ao fato de que o aluno não tem domínio do local externo, o que torna o ambiente desafiador. Para ter um bom resultado, intercale aulas convencionais com treinos ao ar livre algumas vezes ao mês, sempre variando os exercícios executados.

Como vimos, existem diversas ideias e variações para inovar no treino funcional e, dessa forma, atrair mais clientes para academia. O importante para o sucesso do seu negócio é estar sempre atento às novidades e procurar conhecer bem o público por meio de métricas que indicam satisfação. Afinal, saber exatamente o que seus alunos esperam é o primeiro passo para oferecer um serviço de qualidade e, consequentemente, aumentar a fidelização.

E aí, gostou das sugestões do artigo de hoje? Se você quer abrir um box de treino funcional, busque informações no lugar certo e não se esqueça de curtir nossa página do Facebook! Assim, você não perde nenhuma novidade do universo de treino funcional!

Dicionário de Treinos Gratuito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *