A nova maneira de se exercitar.

Entre as categorias mais buscadas no Google nesta pandemia, uma delas foi “equipamentos para ginástica”. Muita gente que aderiu ao isolamento, resolveu treinar em casa e buscou adquirir algum equipamento – curiosamente, muitas dessas pessoas não treinavam antes da pandemia.

O Dumbbell por exemplo, um halteres sextavado até então desconhecido na sociedade, esgotou no mercado mundial. Ele teve um aumento de 750% nas buscas do Google – ganhando da famosa vitamina C. E simplesmente desapareceu, junto com os pijamas, dos estoques de todas as empresas no planeta.
Provavelmente na história da humanidade, nunca tantas pessoas no mundo praticaram atividade física orientada como hoje. A oferta de aulas online de forma gratuita fez com que muitas pessoas (com energia acumulada em casa) resolvessem experimentar treinar alguma coisa.

O problema na verdade é que trabalhar em home office gerou, além da energia acumulada, algumas consequências bem nocivas para o corpo. Uma delas (talvez a maior delas) foi dores nas costas, especificamente na lombar, provavelmente causadas pelas cadeiras em casa não serem ergonômicos, muito menos o sofá, somados com o grande aumento diário de trabalho numa mesma posição.

Ai que entra a importância da atividade física bem orientada. Seja de forma preventiva, orientando por exemplo o cliente a não ficar mais que 1 hora na mesma posição e a levantar para alongar frequentemente, ou seja, na reabilitação depois dos problemas surgirem, através de fortalecimentos específicos. Lembrando que atividade física pode ser oferecida por profissionais de educação física, fisioterapeutas, ou outras profissões da saúde que trabalham com movimento corporal.

Ouvindo o relato de alunos que seguem minha orientação, um ponto considerado benéfico por eles em treinarem em casa foi o “ganho” de 1h a 2h no dia com a economia de tempo do deslocamento para a academia mais o tempo das sociabilizações dentro dela, algo que para alguns faz parte da saúde mental e até mesmo do network e nunca vai ser substituído por treinar em casa. Lembrando que treinar na academia sob o olhar do professor sempre será mais seguro.

Essa questão é para a próxima semana.
Um grande abraço real e virtual.

Créditos
Autor: Tiago Heck
Editor: Rodrigo Geammal

Dicionário de Treinos Gratuito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.