Saiba como contratar profissionais para o seu box de crossfit

Uma boa estrutura física é suficiente para alavancar um box? Na verdade, não! Contratar profissionais qualificados pode ser a chave para o sucesso do seu negócio. Um treinador eficiente mostrará resultados na qualidade de vida dos alunos e na saúde financeira do box fitness.

O número de boxes para treinamento funcional vem crescendo. Para se destacar da concorrência, você precisa oferecer diferenciais competitivos. Ter profissionais motivados, especializados e que saibam lidar com o público pode fazer toda a diferença.

Oficina Coach Nelsinho

Mas, afinal, como fazer isso? A seguir, você vai ver dicas de ouro para contratar profissionais para o seu box. Boa leitura!

Analise o currículo do profissional

Fazer uma boa análise curricular é o primeiro passo. Confira se o profissional apresenta registro válido no Conselho Regional de Educação Física (CREF). Afinal de contas, atuar na área sem o documento é proibido e o box pode ser autuado. Já o profissional, pode até ser preso por exercício ilegal da profissão.

Você não quer colocar seus alunos em risco e ainda proporcionar essa exposição negativa para seu negócio, não é mesmo? Portanto, procure profissionais qualificados. Observe, também, a experiência do treinador e a descrição das atividades exercidas anteriormente. Esse tópico vai ajudar você a escolher o profissional que mais se encaixar com os objetivos do seu box.

Outro ponto importante é manter um banco de currículos. Quando surgirem vagas na sua empresa, você pode recorrer a esses dados para fazer recrutamento e seleção. Além do mais, é possível pedir indicações aos atuais colaboradores, pois eles podem conhecer profissionais competentes que estão disponíveis no mercado fitness.

Verifique os certificados

Para atuar com o treinamento de força e condicionamento físico, apenas os conhecimentos adquiridos na universidade não são suficientes. Além do CREF, o profissional precisa também de uma certificação específica para a modalidade.

A prática, sem orientação adequada, pode ser perigosa. Por isso, a capacitação tem o objetivo de garantir que as metodologias do esporte sejam aplicadas corretamente. Isso atesta a integridade física dos alunos e garante o alcance dos resultados almejados.

Confira o nível do treinador

Os profissionais certificados são classificados em quatro níveis: L1, L2, L3 e L4. Quanto mais alto o grau, maior será a experiência do profissional com a modalidade. Vale ressaltar que as qualificações são progressivas, portanto, não é possível ser um profissional L3, por exemplo, sem passar pelos níveis anteriores. Veja a classificação:

  • L1: nível básico, porém, suficiente para oferecer o treinamento funcional;
  • L2: nível intermediário. Para conquistar a certificação, o profissional precisa de, pelo menos, seis meses de experiência nessa modalidade;
  • L3: nível avançado. O treinador precisa de, no mínimo, 750 horas de aulas dadas em box e passar por um exame de conhecimento;
  • L4: alto nível. O coach precisa de, pelo menos, 1500 horas de treinamento e ainda passa por uma avaliação prática.

certificado level1 crossfit

Observar o nível do professor é importante para garantir a qualidade dos serviços prestados no box. No entanto, contratar profissionais adequados depende das necessidades do seu box. Muitas vezes, um professor com certificação básica pode ser suficiente. Portanto, avalie a demanda do negócio para determinar o grau de conhecimento necessário para o treinador.

Certifique-se que o profissional esteja alinhado à cultura do box

Esse passo é fundamental para contratar profissionais de forma certeira. Treinadores alinhados à cultura da empresa são mais comprometidos, permanecem no box por um longo tempo e contribuem efetivamente para o sucesso do negócio.

Escolhas erradas causam prejuízos! Isso porque geram custos com rescisões, novos processos seletivos, treinamentos, além de prejudicar o clima organizacional. Até mesmo os alunos podem sofrer com as consequências da alta rotatividade de profissionais.

Portanto, contrate profissionais que estejam dentro do perfil ideal para o seu box. Nem sempre um coach L4, por exemplo, é a pessoa mais indicada para dar aula na sua empresa.

Cada box tem uma estrutura única e seu próprio modelo de gestão. Além do mais, os valores da empresa determinam atitudes e guiam as decisões. Portanto, o ideal é que o profissional selecionado compartilhe dos mesmos princípios.

Antes mesmo de iniciar o processo de seleção, é necessário determinar o perfil comportamental desejado no treinador. Você procura pessoas mais expansivas, descoladas e comunicativas? Então, observe essas qualidades na hora da entrevista.

Se sua empresa tem um modelo de gestão participativo, por exemplo, deve trabalhar com profissionais dentro desse perfil. Selecionar um professor com personalidade passiva pode não ser a melhor escolha, já que ele não vai contribuir ativamente para a melhoria dos processos do box.

Motive seus colaboradores e tenha resultados incríveis!

Considere a habilidade para lidar com pessoas

Um profissional altamente qualificado, alinhado com a cultura do box, com um currículo impecável, mas com um péssimo relacionamento interpessoal não parece uma boa ideia. Afinal de contas, a habilidade em lidar com o público é essencial para atuar na área fitness.

Os treinadores vão trabalhar diretamente com os atletas do seu box. Uma interação inadequada pode fazer você perder clientes. No entanto, um bom relacionamento pode garantir a satisfação dos alunos e fidelizar.

Com o mercado fitness cada vez mais concorrido, a qualidade no atendimento pode ser um diferencial competitivo. Portanto, é essencial que o treinador trate os clientes pelos nomes, seja simpático, atencioso, transmita confiança e profissionalismo, além de motivá-los.

Peça referências antes de contratar profissionais

Pegue o currículo do candidato, observe as experiências profissionais, ligue para os boxes em que o treinador já atuou e peça referências. Nesse momento, a empresa anterior pode passar informações valiosas sobre os resultados alcançados pelo profissional e também sobre a personalidade dele. Pergunte sobre o desempenho do treinador e o motivo do desligamento.

Além do mais, é importante checar a reputação dos estabelecimentos consultados para se certificar que os dados obtidos são verdadeiros. Vale pedir, inclusive, referências pessoais do personal trainer. Os alunos dele também podem fornecer dados importantes sobre as práticas do candidato. Afinal de contas, a sintonia com os atletas do box é essencial para alcançar os resultados desejados.

Atualmente, muitos treinadores têm perfis profissionais nas principais redes sociais para divulgação do trabalho. Portanto, visitar esses espaços é uma boa alternativa para conferir a postura e a reputação do profissional.

Para contratar profissionais qualificados para trabalhar no box, não tem segredo: basta avaliar todas as características do candidato. Lembre-se de que o sucesso do seu box depende de treinadores capacitados e com habilidades essenciais para interagir e motivar os alunos. Reúna uma equipe campeã e veja os resultados no faturamento da empresa.

Dicionário de Treinos Gratuito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *